Rosto&Corpo

Tudo sobre peles sensíveis

Três especialistas desmistificam mitos e verdades sobre a sensibilidade cutânea, para que conheça a fundo a condição da sua pele.
Por Máxima, 10.11.2016
A pele do rosto hipersensível e reativa é mais comum nas mulheres do que nos homens?
Verdade | É mais frequente nas mulheres, apesar de alguns homens poderem também sofrer de sensibilidade cutânea. Esta está muitas vezes associada ao uso excessivo da maquilhagem e consequentes desmaquilhantes e de outros produtos de beleza, ao avanço da idade e à perda de água presente na camada transepidérmica.
 
A ausência de problemas de pele na adolescência e na idade adulta pode significar que a sensibilidade não virá a ser um problema no futuro?
Mito | O facto de nunca ter tido problemas de pele não significa que mais tarde não se desenvolva uma nova condição. A dermatologista Manuela Cochito afirma que "por vezes a sensibilidade só se manifesta na idade adulta, sem sintomas prévios, mas não há uma regra". O envelhecimento pode contribuir para o seu aumento, uma vez que a epiderme se torna mais fina e a retenção de gorduras é menos eficaz, comprometendo a sua função de barreira.
 
A sensibilidade cutânea depende das características da pele e do estilo de vida? Ou seja, é mais frequente em mulheres de pele fina, clara e seca, ou expostas a stress e ansiedade?
faça um teste E SAIBA SE...

A SUA PELE É SENSÍVEL?
Pressione uma parte da testa com o dedo polegar, durante meio minuto. Se essa área se mantiver vermelha durante alguns segundos, a sua pele é sensível.

 

  • A SUA PELE É SECA?
  • Pegue num pedaço de papel e passe-o pela cara. Se o papel mostrar sinais insignificantes de gordura, então tem pele seca. Lave a cara. Se sentir a pele tensa e repuxada logo depois da lavagem, é mais um sinal de que a sua pele é mesmo seca.

 

 

  • TEM A PELE DESIDRATADA?
  • Coloque-se diante de um espelho de aumentar e segure um pedacinho de pele entre o indicador e o polegar. Faça movimentos delicados em sentido giratório: se a sua pele se enrugar ligeiramente, com linhas finas, é porque realmente tem a pele desidratada.

 

 

Verdade | As características da pele e o estilo de vida podem influenciar a sensibilidade cutânea. Segundo o dermatologista Miguel Trincheiras, as peles claras "têm uma tendência geral para serem mais sensíveis e reativas a agressões externas consideradas ‘menores': a exposição solar, para a qual possuem menos defesas naturais", ou a reação ao frio. Já o stress e a ansiedade podem também estar diretamente ligados ao grau de sensibilidade da pele, uma vez que "atuam no sistema imunológico através de mecanismos complexos, modulando e ampliando posteriormente a reatividade cutânea a pequenos estímulos". Comece, assim, por prestar atenção ao seu dia a dia e à escolha dos produtos cosméticos. Pequenos passos como diminuir o consumo de álcool, de café e de especiarias, evitar as diferenças de temperatura, a exposição ao sol e ao vento são um bom começo para quem pretende uma pele saudável.
 
Quanto menor é o grau de tolerância da pele, maior é a sua sensibilidade?
Verdade | A diminuição do grau de tolerância da pele leva a uma subsequente sensibilidade cutânea, devido sobretudo à desidratação. Miguel Trincheiras explica que "é exatamente essa a definição de pele sensível e/ou reativa: tem um patamar de tolerância e reatividade inferior a estímulos e agressões externas. São tendencialmente mais finas, o que contribui para as alterações da função de barreira que a tornam mais seca, uma vez que há uma perda de água transepidérmica excessiva".

Ter os cuidados certos no verão, como colocar protetor solar e evitar as horas de sol mais prejudiciais, vai evitar que se chegue ao outono com uma menor sensibilidade?
Mito e verdade | Para as peles sensíveis, esses cuidados não evitam que se possa chegar ao outono com a pele mais grossa, áspera e manchada. "A pele sensível, normalmente com tendência para rosácea, é uma característica da pessoa com forte componente genética. Mas todos os fatores que levem a pele a situações extremas (como o sol), se em excesso, são menos tolerados do que as peles ditas normais e podem desencadear crises com vermelhidão, irritação e sensação de ardor. Em casos extremos, aparecem borbulhas e uma sensação muito desagradável de intolerância a tudo", afirma Manuela Cochito. Por isso, principalmente no verão, as pessoas com predisposição para a sensibilidade cutânea devem "usar produtos adequados e evitar situações ‘agressivas’ nas quais se inclui o sol em excesso, claro".  No entanto, mesmo tendo os cuidados imprescindíveis, a água salgada, o cloro e o sol diminuem os lípidos que protegem a pele, levando a que a sua hidratação natural desapareça a um ritmo maior, provocando secura no rosto. Esta falta de hidratação torna a pele mais baça e as rugas e linhas de expressão surgem mais evidentes. As radiações ultravioletas fazem ainda com que as células produtoras de pigmentos acelerem este processo.

Todos os tipos de pele podem ser sensíveis num determinado momento?
Verdade | O dermatologista Vasco Sousa Coutinho considera que "todos os tipos de pele podem, num determinado momento, reagir de forma exagerada a um estímulo que antes não tinha provocado reação". Por vezes, as mudanças de temperatura, alguns produtos de limpeza ou cosméticos mais irritantes são estímulos suficientemente fortes para provocar maior sensibilidade cutânea do que aqueles suportados habitualmente.
 
Beber muita água evita ter pele seca e sensível?
Mito | Beber muita água mantém as pessoas hidratadas. No entanto, a pele seca e sensível não resulta apenas da falta de ingestão de água: o problema coloca-se essencialmente na sua retenção. E são os lípidos, isto é, as gorduras, que permitem esta retenção. Ao beber mais água, não está a fornecer à pele gordura necessária. Para que tal aconteça, aconselha-se o uso de cremes emolientes.

Usar maquilhagem piora a sensibilidade da pele?
Verdade | A maquilhagem, que pode conter ingredientes químicos agressivos na sua fórmula, se for escolhida sem cuidado pode piorar a sensibilidade da pele. A solução passa por usar maquilhagem hipoalergénica e apostar em produtos que limpem e hidratem a pele de forma suave e eficaz.

Optar por produtos naturais/biológicos/orgânicos pode ser a solução para evitar irritações e alergias?
Mito | Essa opção não soluciona o aparecimento de irritações e alergias. Existem frutos, essências e plantas que irritam a pele sensível. Vasco Sousa Coutinho explica que "os produtos naturais não são melhores do que os produtos processados. Quase todos os medicamentos, incluindo os cremes, começaram por ser feitos à base de plantas e gorduras naturais, vegetais ou animais. Devido às irritações e reações que causavam, começaram a ser trabalhados para se usarem apenas os componentes ativos, expurgando as substâncias desnecessárias, e tornando estes produtos mais fiáveis".

Tomar banho muito quente provoca maior sensibilidade na pele?
Verdade | A pele tem uma camada de sebo que a protege tanto da evaporação excessiva de água como das agressões químicas do exterior. "A água quente torna essa camada mais fluida e favorece a sua eliminação. Este fenómeno torna a pele mais seca (por incapacidade de conter a evaporação de água transcutânea), mais suscetível às agressões externas e consequentemente mais sensível e reativa", afirma Miguel Trincheiras. Para combater este fenómeno, aconselham-se duches rápidos, de água morna, usando "agentes de limpeza pouco detergentes e com uma componente hidratante capaz de compensar a deslipidação (perda de oleosidade) da pele".

Todos os bebés e crianças têm pele sensível?
Verdade | "A pele dos bebés e crianças é mais fina e permeável do que a dos adultos", declara Vasco Sousa Coutinho. Ao ser mais fina, não cumpre a função de barreira tão eficazmente como a pele de um adulto. "Neste sentido, pode dizer-se que é mais sensível, fica vermelha mais depressa e faz bolhas com maior facilidade." Nos bebés, a pele do rosto e das zonas onde existem pregas e refegos são as mais afetadas. 
Partilhar
Ver comentários
A Máxima recomenda
Os membros da realeza com mais estilo

Especiais

Os membros da realeza com mais estilo

Da Duquesa de Cambridge à princesa Victoria da Suécia, passando por Charlotte Casiraghi ou Rania da Jordânia. Os membros da realeza que se transformam em verdadeiros ícones de estilo.
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
1 Comentários
Funeraria Azevedos Sonae RAINHA DAS LOURAS So Faltava a Lourona EX top Model numero 1 esta Reformada NOVA PETA ACTIVIST SIM A PETA COMPROU AÇOES DA PRADA há 1 mês para acabar com o Uso de Peles na Prada...a Gisele era Modelo da Chanel pode passar para a PRADA https://youtu.be/om3Ydic1o6U http://www.peta.org/international/ People for the Ethical Treatment of Animals (PETA): Jornal de Notícias através de Delas.pt 1 h · Conheça esta causa da modelo mais bem paga do planeta. ´ Gisele Bündchen declara guerra ao comércio ilegal de animais selvagens delas.pt Gosto ComentarPartilhar Comentários principais 30314317317 I`M NOT A ANIMAL KILLER FOR FUN LIKE LOUIS VUITTON ASSASSINS KILLERS THIEF?S https://youtu.be/om3Ydic1o6U PETA NO FUR!!! Adere À PETA COM ACTIVISTA CONTRA O ASSASSINIO DE ANIMAIS PARA AS MARCAS DE ROUPA USAREM AS PELES PARA FAZER CASACOS E MALAS campanha "MAGNUM " da PETA "ESTE È O RESTO DO SEU CASACO E MALA DE PELE.."
12.11.2016 @facebook
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!