Rosto&Corpo

Rotina de beleza: que cuidados devemos aplicar no rosto todas as manhãs?

As fórmulas high tech de agora começam a confundir-nos. Cremes, séruns e loções com mais de dez promessas num frasco vêm transformar a nossa pele, mas podem tornar as manhãs caóticas. Aqui fica a lista com os passos certos para criar a sua rotina de beleza a partir do zero.
Por Carlota Morais Pires, 07.11.2017

Começar pelo sérum. Os cremes com texturas mais leves devem ser os primeiros a ser aplicados, principalmente se forem enriquecidos com princípios ativos específicos para ajudar a solucionar problemas específicos da pele. Escolha um sérum com peptídeos para prevenir o envelhecimento e atenuar as rugas ou uma solução com ácido salicílico se tiver pele oleosa ou com tendência acneica. Os séruns com extrato de regaliz ou aloé vera são ideais para aplicar em peles sensíveis. 


Acrescente os antioxidantes à rotina de beleza de todos os dias.
Este segundo passo é essencial à prevenção do envelhecimento da pele. Aplique mais um sérum (ou um creme hidratante) enriquecido com vitamina C: vai devolver luminosidade à pele e estimular a produção de colagénio, além de a proteger dos danos causados pelos raios ultravioleta.


Hidratar.
A aplicação do creme hidratante de manhã é fundamental: não só pela sua função principal mas também por funcionar como uma segunda camada protetora da pele e por selar o sérum, tornando a sua aplicação mais eficaz. Escolha um hidratante indicado para o seu tipo de pele (de preferência com proteção solar): mais leve e oil free se tiver a pele oleosa e um creme com maior poder de hidratação para uma pele mais seca. 


Pele seca? Experimente um óleo.
Escolha um óleo natural, feito à base de sementes de girassol ou de jojoba, e aplique-o em pequenas doses apenas para dar luminosidade à pele e para hidratar áreas do rosto especialmente secas.


Proteção solar.
Este deve ser sempre o último passo – isto é, o último produto a aplicar antes de sair de casa. Pelas suas características, se aplicar antes do creme hidratante ou do sérum, por exemplo, não vai deixar que os cremes aplicados de seguida cumpram a sua função e penetrem na pele. Escolha uma proteção alta (no mínimo 30), sempre tendo em conta o seu tipo de pele.    


Deixe os cuidados de tratamento para a noite.
A ciência já provou que é enquanto dormimos que melhor atuam os princípios ativos para responder às necessidades específicas da pele. Se a sua maior preocupação é o envelhecimento cutâneo, experimente aplicar um cuidado com retinol antes de dormir – a substância deriva da vitamina A e atua diretamente nas células, aumentando a capacidade de renovação da pele, que fica imediatamente mais fina, lisa e uniforme. O retinol também aumenta os níveis de colagénio e elastina, reduzindo as rugas.

 

 

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!