Saúde

Enfrentar o inverno

O livro de uma naturopata diz-nos o que fazer quando as doenças e sintomas típicos desta época começam a atacar.
Por Máxima, 01.02.2017
Seja no local de trabalho, na escola dos filhos ou em casa, as gripes e constipações acabam por atingir-nos a todos nesta altura do ano, à vez ou em simultâneo. Estes são apenas dois dos principais problemas que surgem tipicamente no inverno, mas há mais. Assim como na primavera, no verão e no outono. No seu livro 365 Dias com Saúde (Edições Chá das Cinco, €14,94), a naturopata Cátia Antunes apresenta um guia com as doenças mais comuns de cada época e a forma de as evitar ou tratar, sempre de modo natural e com base num estilo de vida mais saudável. A autora indica, por isso, quais os alimentos mais adequados, soluções homeopáticas, plantas medicinais e ainda receitas variadas e práticas para o dia-a-dia. Mas preocupemo-nos com a estação atual. Veja as influências negativas que esta pode ter no nosso corpo e o que fazer para as contrariar.
 
Gripes e constipações Infeções virais contagiosas das vias respiratórias que estão normalmente associadas a lacrimação, congestão nasal, muco, desconforto geral, dor de cabeça, tosse, gânglios inchados e, no caso da gripe, também febre, astenia e rinofaringite. O que fazer Ingerir muitos líquidos de modo a eliminar toxinas; aumentar o consumo de alimentos ricos em vitaminas C, D, zinco e selénio; deitar-se entre as 22h e as 24h de modo a que o organismo produza as células imunitárias necessárias; deixar de fumar.
Frieiras As mãos são as mais atacadaspor se tratar de uma região mais exposta ao frio. A constrição excessiva dos vasos sanguíneos dá à pele uma tonalidade encarnada ou mesmo arroxeada, podendo até abrir gretas. O que fazer Ingerir alimentos que promovam a circulação, como o gengibre e o alho; evitar alimentos processados; não ficar muitas horas na mesma posição; proteger-se do frio com roupas quentes.
 
Sinusite Verifica-se inflamação nos seios perinasais com sintomas que podem incluir dor à volta dos olhos com sensação de pressão na base do nariz, congestão nasal, perda de olfato, dores de cabeça, secreções nasais, dores de dentes e/ou ouvidos, entre outros. O que fazer Aumentar o consumo de alimentos com características imunológicas como o açafrão e a cebola; fazer lavagens nasais com soro de manhã e à noite; experimentar a osteopatia, que pode melhorar a anatomia do crânio e seios perinasais.

Por Mafalda Sequeira Braga
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!