Saúde

8 formas de desfrutar da sua casa

Com a chegada da estação fria, apetece transformar a casa no esconderijo mais que perfeito. Deixamos-lhe, por isso, algumas ideias para tirar partido do tempo passado em casa, em todas as divisões.
Por Máxima, 02.12.2016
Spa caseiro
É difícil não gostar de spas, mas nem sempre há espaço na agenda ou orçamento para os tratamentos. Felizmente, reproduzir um em casa não é muito complicado e precisa apenas de alguns elementos essenciais. Um banho de imersão reduz os níveis de stress e tristeza, relaxa os músculos e estimula a circulação, ajudando ainda a combater insónias. A temperatura da água deverá estar entre os 35 e os 40 graus. As velas perfumadas iluminam o ambiente e, juntamente com óleos e incensos, funcionam como aromaterapia – alfazema, rosa, sândalo e ylang-ylang relaxam; menta, alecrim e eucalipto revitalizam. As cores e a decoração também têm um importante papel no bem-estar: por exemplo, consoante goste mais de mar ou de montanha, escolha os tons azuis ou terra e espalhe algumas conchas ou pinhas. Adquira ainda uma almofada específica para relaxar pescoço e ombros, roupão e toalhas macias e luvas para esfoliar, entre outros acessórios. No final, demore o seu tempo a aplicar hidratante corporal, massajando-se a si própria e fazendo pressão nas zonas do corpo mais tensas.

Sempre em forma
No início ou no final de um dia de trabalho, nem sempre apetece ir para o ambiente lotado e confuso de um ginásio. A maior vantagem de ter um espaço fitness em casa é a comodidade e a privacidade. Os materiais a utilizar vão depender da área disponível que tiver: se a garagem estiver livre, poderá investir numa ou noutra máquina, se só conseguir um canto na sala ou num quarto, basta comprar um tapete de borracha, uns pesos de musculação, uma bola de pilates e uma corda de saltar. Depois, pode trabalhar com o que a rodeia: uma cadeira permite fazer agachamentos, uma mesa baixa, tríceps. O importante é escolher um lugar arejado, com pisos fáceis de limpar, e, se possível, estímulos visuais (como uma vista para o jardim). Por ser mais difícil encontrar motivação para treinar sozinha em casa, procure vídeos de exercícios no YouTube ou instale no telemóvel as aplicações que lhe sugerimos.
 
Apps para treinar em casa
PumpUp (para Android e iOS, grátis) Mais de 500 exercícios com orientação por voz e vídeos.
Nike+ Training Club (para Android e iOS, grátis) Usa pouco material portátil e o peso do corpo como resistência.
Virtuagym (para Android e iOS, grátis) Permite criar o próprio treino e funciona com recompensas sempre que cumpre objetivos.
Daily Yoga (para Android e iOS, grátis) Com mais de 500 posições e três níveis de intensidade.
Headspace (para Android e iOS, grátis) Ideal para quem está a aprender a meditar, com sessões de dez minutos diários.
 
Deixar a natureza entrar
Está provado que cuidar das plantas é uma atividade que alivia a tensão e ajuda a reforçar a autoestima. Se tem a sorte de ter um jardim, plante as suas flores preferidas e poderá colher depois algumas para as ter dentro de casa (num centro de mesa como elemento decorativo ou para perfumar uma divisão). Não se preocupe se só tiver um pequeno terraço ou vasos e floreiras que descansam no parapeito da janela da cozinha ou pendurados numa varanda. As ervas aromáticas, por exemplo, não precisam de muito espaço para crescer e, além de libertarem um cheiro agradável, podem ser utilizadas em diversos cozinhados. É o caso do alecrim, dos coentros, da salsa, do cebolinho, da hortelã, do manjericão e até da malagueta e do tomate cherry. Coloque palitos com etiquetas na terra para as identificar.
 
Sabor da vida
Quem gosta de cozinhar sabe que o inverno é a melhor época para testar receitas. O forno ligado não nos faz morrer de calor e até aquece a casa. E se transformar a sua cozinha num espaço criativo, onde poderá experimentar sem medos, dificilmente encarará o ato como uma obrigação. Reserve uma zona da bancada para isso mesmo, dispondo os utensílios e os ingredientes como os chefs fazem. É a chamada mise en place. Traga ainda o ambiente de um café ou casa de chá para um nicho com uma mesinha, uma cadeira e um armário destinado a cafés, chás, chocolate quente e respetivas loiças, para desfrutar com os bolos que entretanto vão saindo do forno.
 
Momento zen
Começar bem o dia pode dar-se muito antes do exercício matinal ou de um pequeno-almoço reforçado. Acordar num bom colchão, aninhada entre lençóis e almofadas de qualidade, é meio caminho andado para enfrentar a rotina com melhor disposição. Contudo, vários estudos também têm vindo a reforçar a importância de fazer uma pausa antes dos preparativos diários para acalmar a mente e relaxar o corpo. Deixe os estores abertos para conseguir acordar mais cedo com a ajuda da luz natural, espreguice-se ainda na cama e entregue-se à prática da meditação. Concentre-se na respiração e tome consciência de si mesma. Comece nos 5 minutos e vá aumentando mais 5 a cada dia, até perceber qual é o seu tempo ideal.
 
Porto de abrigo
Quem gosta de ler sabe o quanto é importante existir um espaço confortável e silencioso para desfrutar do prazer de folhear um livro. E quem diz ler, diz assistir a uma série no computador, ver fotografias antigas, fazer ponto de cruz ou mesmo sonhar acordada. Saiba que a área por baixo das escadas, muitas vezes desaproveitada, pode ser o lugar ideal para compor este cantinho, mas também há quem o faça no fim de um corredor, no quarto, numa segunda sala ou na varanda, desde que esteja afastado do frenesim rotineiro do quotidiano. Deve focar-se sobretudo em ter assentos confortáveis (chaise longue, poltronas, poufs), uma boa iluminação (natural ou artificial), uma estante e/ou coffee table para os livros, almofadas e uma manta para o frio.
 
Musicoterapia
Quer esteja num banho de imersão, a fazer yoga, a cozinhar ou a jardinar, a música ajuda a libertar tensões e a entrar no estado de espírito desejado, além de que pode ser uma excelente companhia. Se precisa de relaxar, opte por jazz, melodias orientais ou sons da natureza. Por outro lado, se precisa de energia, escolha canções ritmadas que a façam sair da cama ou facilitem as tarefas domésticas. E se é verdade que agora se consegue aceder a tudo à distância de um clique, verá o quão agradável pode ser ligar a aparelhagem, recuperar um velho CD preferido e sentar-se no seu cantinho a beber um chá ou um copo de vinho.
 
Texto: Carolina Carvalho e Mafalda Sequeira Braga
Produção: Diana Conceição e Sofia Pires
Fotografia: Pedro Janeiro
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
Outras notícias Cofina
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!